Páginas

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Céu BDSM

Existe um céu BDSM, existe um Olimpo.
Vc pode escolher a forma que melhor lhe convier, mas todas vão se referir a algo supremo pra quem vive o BDSM.
Tudo na vida é uma trajetória, do engatinhar até o andar, do nascer até o morrer, do estudar até se formar. Cabe a vc saber aonde quer chegar, que objetivos vai ter, mas... Sendo BDSM é preciso entender que existe algo além do que os olhos costumam enxergar.
Sim, Dominação e submissão são naturezas que afloram ou não, que são permitidas ou não, na maioria das vezes precisa ser lapidada, vivida, leva anos até vc achar seu jeito, seu gosto, começar a se sentir completo. 
Mas é só isto?
A maioria não sabe, até pq só acha que é BDSM, adota títulos, nomes mas de fato nunca pertenceu ao mundo BDSM, mas existe um patamar elevado, que poucos alcançam, onde as regras se tornam desnecessárias.
Aprendemos e entendemos que regras são fundamentais, as que norteiam o BDSM, as que criamos, as que acreditamos. Mas existe um lugar onde elas são desnecessárias pq simplesmente tudo que se vive lá é intuitivo, sem sinais, recursos, regras ou o que for.
Basta um olhar, um gesto e tudo acontece.
Mais do que isto, um lugar onde vc não precisa reprimir nada, onde vc não se restringe, onde vc é pleno.
E quando eu digo pleno, significa que tudo aquilo que vc costumeiramente deixa de fora pra não contaminar a relação, passa a ser permitido simplesmente pq não existe mais o risco.
Sem teatrinhos, sem formalidades, pura intuição, puro entendimento dos papéis e entrega a eles.
Bonito, não? Mas não se apresse, saiba que é pra poucos, diferente do BDSM usual, não adianta se autodefinir membro e pronto. Se BDSM é um clube, pode apostar que existe uma área VIP, que não se alcança com carteiradas, que não se alcança pq se viveu quase toda sua vida lá, mas pq vc evoluiu.
Naturezas são, já dizia Darwin, evolutivas, quem evolui passa a ter outras necessidades, outros complementos, outro universo entorno de si.
Quem é de fato BDSM entenderá o que eu digo, até pq se tem amostras disto durante sua trajetória, episódios aqui e ali, mas o filme todo é pra poucos.
Muitos vão falar, contar histórias, mas se é fácil perceber quem não nasceu pra coisa (o blog está cheio de textos sobre isto), mas fácil é perceber quem realmente dominou sua natureza, seja sub ou Dom, pq o céu BDSM só cabe a quem de fato entendeu as nuances de sua própria natureza.
Pra varia, sempre tem um complicador, achar o par certo, se estamos falando de algo ainda mais seletivos, já sabe, sua vida BDSM pode acabar sem chegar ao céu.
Qto a mim, sou e continuo sendo um observador, com minhas histórias, vivências e segredos.

* Não é de hoje alguns de meus textos são utilizados em perfis sem a menção da devida autoria, gente que tenta usar isto pra se substanciar. Se ver algo assim, por favor, denuncie. Tb é bom lembrar que é fácil identificar ocorrências assim, basta testar a coerência dos supostos autores.

Nenhum comentário: