Páginas

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sofrimento ou Aprendizagem?


A vida, seja em que universo for, cansa de nos maltratar, bater, nos colocar de joelhos.

A tendência mais comum é perder a fé, desacreditar que algo possa se salvar.

Colocamos tudo no mesmo saco, classificamos e pronto, seguimos em frente carregando o fardo de experiências ruins acumuladas em nossas vidas.

Tudo que vier dali pra diante ganha uma etiqueta e vai pro saco, somando sem chances de reavaliação à tudo aquilo de ruim que se viveu.

Mas será justo? Será que a vida pode ser tão cruel que só nos abre portas negativas? Será que os presentes na beira da estrada são sempre armadilhas?

Todos nós já estivemos dos dois lados da história: ou recebemos ou colocamos etiquetas classificadoras generalizando as pessoas num único grupo onde ninguém merece um olhar especial.

Diariamente somos confrontados com inúmeras situações e pessoas, crer que todas são iguais é de uma simplicidade que só nos faz mal, crer que somos para os outros só mais um número é pior ainda, sinal que perdemos a fé em nós mesmos.

Vivemos para sermos especiais, para que alguém um dia reconheça nossas virtudes, para que alguém não tenha perdido a fé e seja capaz de lançar um olhar especial em nossa direção e nos dizer, mesmo que só em atitudes: vc é especial!!!

A flor mais bonita do jardim é cercada por outras flores, mas se não souber olhar em volta, não perceberá que está no centro do jardim.

Se já foi tratada com maldade, imperícia, falta de sensibilidade, tenderá a duvidar de sua condição, irá elaborar várias conjecturas cruéis sobre seu destino e o jardineiro.

Mas é justo com ela e com o jardineiro?

É justo retribuir com espinhos?

Todos nós somos especiais, mas só poucos serão capazes de perceber, serão muitos elogios vazios, muitas fraudes e mentiras, uns poucos enxergarão sua verdade, seu valor. Ter uma bagagem de frustrações e decepções não pode te impedir de perceber quando finalmente o olhar justo repousar sobre vc.

Lembre-se sempre da sensação que teve quando esteve do outro lado, a vida não nos dá bagagem de sofrimento, mas de aprendizado.

sábado, 10 de outubro de 2009

Presença?

Dom, sempre tão presente.
Mas algumas vezes a entrega pede que Ele se sinta ausente. Jess - SOOC

Paz

Se a espera te deixa tensa, se desconfia de sua capacidade de se entregar e servir, lembre-se que quando estiver sob a mão do Dono a paz te tomará e será a sub que Ele sempre afirmou que era.