O tamanho da relação.

Na relação de Dominação Psicológica o Dominador deve ter a responsabilidade de definir o tamanho que ela terá. Compor os ingredientes desta relação, definindo como cada um vai fazer parte, estabelecer limites, criar possibilidades dentro daquilo que a relação permite.
E o que a relação permite depende muito do que a sub é capaz de lidar, e ai entra a leitura do Dom. Tb é preciso considerar o que o próprio Dom tem interesse em compartilhar, ceder, permitir.
Se vc subestimar ou superestimar a relação, criará zonas de atrito desnecessárias que nem sempre serão administráveis. Efeitos colaterais, se existirem, devem ser previstos.
A dosagem deste processo tb está nas mãos do Dom mas, é fundamental, que a sub confie para que possa seguir em frente. Nem sempre ela terá o que deseja, ao menos a primeira vista pq, se bem conduzida, logo ela entenderá as razões Dele. Outras vezes o caminho aponta pra bem mais longe que a sub se sente capaz, mas se o Dom fez a leitura e a dosagem correta, ela logo descobrirá e lidará com novos horizontes.
Não existe receita pronta, sempre digo isto, tem um pouco de intuição, muito de percepção. Identifcar o potencial da sub, ensina-la a lidar, ganhar confiança, dar o tamanho exato à relação para que ela prospere.
Nem sempre é fácil esta leitura, no aprendizado do Dom é onde ele mais vai errar.
Mas, já amadurecido e vivido, competente na arte de Dominar, ele enxergará na sub seu potencial e, dentro da dinâmica natural, saberá se posicionar e conduzir. A dinâmica natural diz que as coisas mudam, ou seja, esta leitura deve ser capaz de acompanhar as mudanças, ter esta sensibilidade é parte fundamental da formação do Dom.
Mas a sub, no processo de confiança que se estabelece, deve saber que seu Dono sabe o que faz, faz as escolhas certas, abre as portas que deve abrir, mantém outras fechadas, respeitando a individualidade da sub, seus recursos e limites.
Algumas raras vezes o Dom percebe que tem nas mãos uma sub que permite ir mais longe, explorar de maneira única tudo que a relação oferece, este evento só ocorre com a composição certa, quando Dom e sub encontram seus parceiros reais, quando a busca termina, pq houve o encontro. Esta rara relação, quase lendária, permite que ambos explorem sem tantas (ou nenhuma) barreira, todas as possibilidades com que ambos tem afinidade, gosto, desejo. É o compartilhar.
Mas não se antecipe, não pense como os adolescentes que acham que o primeiro amor é tb o grande amor. Não faça uma escolha conveniente. Sabendo o tamanho certo de sua relação, será feliz nela.
Cada relação te prepara, te amadurece, te ensina a lidar, a perceber.
Um dia vc estará pronto(a) para, quem sabe (e se tiver sorte), encontrar a relação plena, que te complete, te preencha, te permita vivenciar o melhor de uma relação Dom e sub.
Viver intensamente cada relação, respeitando seu tamanho, só te tornará capaz de ir mais longe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Frase da semana.

Postura.

Cadelas...