O Mérito

Mas bem que a postagem poderia ser chamar a conquista e a perda de espaço.
Na vida tudo que conseguimos depende de nossos esforços, posturas, convicções, atitudes e de uma série de fatores que combinados determinam nosso sucesso.
No BDSM não é diferente, a exigência é até maior, ou deveria ser, mas vamos nos concentrar no bom BDSM, se formos falar do bdsm o texto não terá fim.
A contribuição de ambos para o crescimento da relação é inquestionável, cada um dentro do seu papel, muito do que se faz determina o tamanho que a relação terá, se é que vai haver relação.
É preciso ter em mente que a simples condição de Dom e sub não é facilitador ou determinante pra se estabelecer relações, é preciso que no dia a dia, em cada ato, cada coisa dita e feita, se reforce os laços de confiança e conquista.
Muito se perde quando se acha que o que se tem basta, quando não se agrega outros elementos à relação.
"Sou uma boa sub e pronto, me aceite como sou".
"Sou um Dom renomado e vc deve me servir sem questionar".
Não é assim que a banda toca, uma sub que é incapaz de se esforçar pra ser a sub dos sonhos de seu Dono, que é incapaz de ouvi-lo, que vive questionando, decepcionando, dando passos atrás não pode esperar muito, a não ser que pertença a um Dom fraco.
Tem sub que é "caçada" pela banda podre do BDSM e acha que por isto tem status no lado bom, que isto basta pra ter o Dom que desejar, coitados dos que dos que são incapazes de ver a diferença. Nada mais baunilha e limitado.
Tem sub que vai indo bem, evolui, amadurece, conquista espaço mas no primeiro desafio mais sério se perde, se desorienta, sai do prumo.
Outras vem com modelo pronto, BDSM de cartilha, e passam todo o tempo questionando o Dom, o que é contraditório, afinal, se vc o escolheu pelas virtudes tão decantadas, pq questiona-lo?
Claro que o mesmo acontece com os Doms.
Vc navega pela net, nos espaços virtuais mais populares do BDSM e vê Dom pedindo MSN na primeira conversa, pedindo não, ordenando. Tem Dom que conduz a conversa como se fosse sexo virtual, outros como sedutores, alguns buscam refinar a postura sem ter qualificação pra isto e acabam destruindo o português e o que se conhece como conversação.
Alguns vão indo bem, avançando, conquistando espaço mas logo se fragilizam pela falta de conteúdo e conhecimento.
São vários tipos de comportamento que impedem a relação de florecer. O BDSM é uma conquista de espaço e esta conquista se dá por mérito, por ser manter focado, por respeitar e não decepcionar um ao outro, por cumprir os acordos, por ser fiel ao que o BDSM prega.
Uma relação quando começa, por mais otimismo que tenhamos é cheia de dúvidas e inseguranças, no dia a dia, galgando degrau a degrau é que se conquista espaço, que se conquista efetivamente a plenitude de pertencer e Dominar.
É muito estranho ver relações de um dia tentando ter a profundidade de relações de anos. São conquistas, uma a uma, passo a passo, pra só então, mesmo assim com alguma margem, vc dizer que tem uma relação plena de BDSM.
Ninguém conquista espaço a toa assim como ninguém perde espaço a toa. É uma luta diária, de uma caminhada difícil, por vezes tensa, sempre trabalhosa.
Não que os erros sejam intencionais, nem sempre são, são parte de nossa natureza, de nossa compreensão dos fatos, é justamente por isto que existe a segunda chance, a nova oportunidade, a reconquista.
Mas se ainda assim vc desperdiça, não lamente, são suas ações que geram os resultados, as conseqüências.
É bom sempre nos lembrarmos que nossas conquistas dependem muito de nossos atos, somos sujeitos ao erro, a falhar, nem sempre estamos num dia bom, num momento bom, mas sempre haverá oportunidade de vc mostrar ao que veio, qual é o significado das coisas que vc acredita e a importância que tem em sua vida.
A vida no BDSM é baseada no mérito. Nada mais justo.

Comentários

Anônimo disse…
Concordo que... quando queremos mto algo ou alguém temos que lutar, utilizar nossas armas pois com um real interesse e esforço sempre conseguimos... eu tb não acredito nas pessoas que querem, sentam e ficam esperando acontecer... parece aquele empregado que vive reclamando q não tem aumento de salário mas tb não contribui nada de si pra q isso aconteça...

Por outro lado... mtas vezes descobrimos que aquele sonho não era tão sonhado assim, ou q o superestimamos... neste caso, interrompe-se o esforço, e parte-se para outra...

O importante é procurarmos sempre agir como adultos que somos, e deixar claro aquilo que queremos ou não... não criar expectativas e tb não dar falsas expectativas a ninguém...

O seu texto está mto bom, e bem observado...

Sds...
Saudações, Senhor!

Texto perfeito. Nada a retirar, nada a acrescentar. Aliás, marca registrada dos teus posts.
Dá prazer vir aqui ler e aprender.

Abraço respeitoso, Senhor!
Anônimo disse…
Boa noite, Sr. Eros!

Sempre visito esse espaço pois Seu ponto de vista se alinha ao meu e porque alguns deles, por vezes, me servem de puxão de orelha.

Há tres anos sou bottom em uma relaçao de absoluta descoberta para mim, e sou muito feliz na minha condição, no entanto, para que arestas sejam aparadas, acredito ser válido o diálogo e que o Top leve em consideração as fraquezas de Sua peça afim de ajudá-la a transpor o obstáculo e eu acredito que aqui entra a destreza do Dono. O conhecimento dele sobre a cadela é que vai estabelecer se vale educá-la ao que lhe dá prazer ou se apenas entrarao num círculo vicioso de
acusaçoes, onde Ele cobrará Suas condiçoes e ela, tentará argumentar com tudo o que já lhe fora oferecido.

Todos temos um passado baunilha e no meu, comumente eu tomava as rédeas e meu impulso primeiro é me preparar para uma batalha e é maravilhoso o momento em que Ele me coloca a Seus pés e me ensina como é que as coisas devem acontecer, porque Ele confia em mim para Lhe entregar esse prazer, porque eu nao devo temer, etc... eu nao enxergo como se Ele estivesse me dando satisfaçoes, pelo contrário, demonstra a experiencia da doma, o conhecimento sobre o que Lhe pertence e, depois de derrubar cada um dos meus argumentos e de me inspirar a preparar tudo com esmero, tudo que eu quero é o olhar Dele dentro do meu enquanto Ele com uma palavra me consagra: Minha!!!

É sublime!


Nao sei se eu teria evoluido tanto se fosse tratada de maneira padrao e sem direito a saber e a aprender. Converso bastante, estou sempre à procura de pessoas que possam agradar meu Dono e acredito que se Ele tivesse me negado o direito de crescer, eu já teria ficado inane pelo caminho.


A palavra para o sucesso é CONSCIÊNCIA! De si, do seu papel e de quanto quer avançar. Como se chega lá? MATURIDADE!




Beijo Carinhoso

D.
Com toda certeza...acho até que essa pressa, esse excesso de impulsividade já na primeira teclada, demonstra o quão depreparado está o Dom ou sub.. Pois se não consegue numa simples conversa segurar e domar seus instintos, ansiedades e inseguranças..como espera doutrinar, seduzir, degustar, evoluir ou acrescentar algo em uma relação BDSM? Concordo completamente contigo, esse atropelo gera a morte da gentileza, da sutileza, da sedução, da cordialidade e consequentemente do respeito e admiração. Como já relatei, a total falta de gentileza e cordialidade das conversas hoje em dia tem sido o principal motivador de minha hibernação anterior e atual. Até breve..bj

Postagens mais visitadas deste blog

Frase da semana.

Postura.

Cadelas...