Desabafo de uma sub.

Olá, é minha primeira vez em teu blog. Leio e busco algo no meio há uns bons 15 anos, na realidade... hj refletindo sobre minha vida, notei que desde criança já experimentava certo interesse. Enfim... Tu sintetizastes em teu texto bem o q venho observando. Antes era algo super sigiloso, pessoas escolhidas a dedo e SDMS era super sério. Hj tá essa suruba geral, uma putaria descabida... desculpe os termos mas ñ consigo achar outros. E, sinceramente, vendo o q rola por aí, acho q estava melhor antigamente. Tenho mil dúvidas e curiosidades, mas não me atrevo a dividí-las pois a maioria que se auto-intitula Dom, Sub, Escravo,etc nunca sequer leu 1 livro mais "técnico" sobre o assunto, ñ conhecem metade dos termos, ou sequer vivenciaram algo verdadeiro. SDMS ficou resumido a um swing sem limites. A primeira coisa que te perguntam é teu tipo físico, avaliam dos pés à cabeça se és gostosa, depois se topas fazer de tudo sem camisinha e grupal e pergunto: Cadê a essência da história... o q te levou até ali,etc?? Ao menos aqui no Brasil está assim, essa confusão geral.Ou eu estou muito errada no que entendo por SDMS... ou realmente ta brabo. Pq pra mim SDMS sempre foi muito mais que sexo... sexo era a recompensa ou perto disso, mas nunca o principal. O foco eram os limites, o conhecimento e crescimento mútuo, algo muito mais profundo e psicológico. Desculpe a indignação e desabafo..to é cansada de tanta falcatrua e triste por ver que só no exterior poderei achar minhas respostas.

Íris...

Comentários

luba disse…
Ao ler uma opinião assim invariavelmente penso no mito da grama mais verde do vizinho...
Igual quando um brasileiro sonhador persegue o ideal ilusório de mudar-se para o exterior ganhando rios de dinheiro.
Para mim, o legal é vivenciar o que se deseja sem se deixar levar pelo mundo de bobagens que aí está. Além disso, acho de bom tom que nos perguntemos algo crucial: o que eu estou fazendo pra melhorar a situação que me desagrada?
Um meio é composto de quem dele participa. Assim sendo, se está ruim e eu participo, sou culpada também.
Falar que o "meio" está ruim sem nada fazer é como falar mal de políticos e esquecer que você também vota. Mas esta é só a minha opinião. ;)
O que fazer para melhorar? Mãos à obra! Deixemos as miragens aos poetas como Bandeira: "vou-me embora para Passárgada..."
O tal "meio" precisa de mais proatividade de seus componentes. Uma vez que ele não se salva só, vamos ajudá-lo? O chamado serve pra mim também, que tenho feito muito pouco(quase nada) para melhorar a situação que está aí, que também não me agrada. O motivo? Confesso que cansei.
Cansei de gente chata, tosca, aproveitadora, mentirosa, vil, maldosa, burra e todos os etc possíveis.
Talvez eu também n saiba muito o que fazer, assim como não sei o que fazer para acabar com a fome e a seca.
Andei pensando e acho que os “indignados” como eu, juntos, pensamos e AGIMOS melhor.
Quem topa?
Íris disse…
Bem realmente pra mim,falar de fora é mais fácil,por não vivenciar...eu talvez não consiga alcançar o que passa quem vivencia o BDSM,mas nem por isso, me sinto insensível. Infelizmente,seja por não achar, ou por motivos pessoais, acabei sem conseguir ainda vivenciar.
Vontade não me falta de fazer algo, mas lhes pergunto: O que posso, eu, de fora...fazer?

Sim, concordo...malhar o Brasil sem fazer nada, é nadar com a maré. Mas infelizmente, meus contatos de fora estavam sendo mais sérios que os daqui. Agora, talvez melhorem, pois encontrei vcs. Assim espero.
Obrigada pelo comentário, Luba.
E por ser tão sensato, gentil e atencioso..Eros.
Eve disse…
Concordo com a Iris, talvez em parte por ainda ser nova no assunto. Passo horas e horas na frente do computador atrás de informações, leitura após leitura, blog após blog e sempre acabo no mesmo lugar. Visitei inúmeros chats, mas salvo um encontro são todos homens sedentos por sexo fácil. Posso estar procurando nos lugares errados, mas confesso que encontrei um site americano na minha primeira busca e é muito mais fácil obter informações e tirar dúvidas com a comunidade de lá.
Como disse antes, posso estar errada, mas estou disposta a mudar essa visão.
luba disse…
Oi Iris, oi Eve...

Sabe, eu tive sorte. Ao descobrir o nome das coisas que eu só ousava imaginar, achei ou fui achada por pessoas com boa vontade o suficiente para me ajudar. Po, vocês nem imaginam o tanto de pergunta tosca que eu fazia e eles ali, na maior paciência.

Eu queria(ainda quero) entender, saber, vivenciar.

Muito se fala do chat uol e quetais, mas foi nestes chats que encontrei amigos preciosos. Basta saber filtrar(ou aprender, por tentativa e erro) É fácil? Não, não é. Eu acho que dei sorte e fico grata por isso.

Mas sabe, no meio deste mar de gente absurda há quem esteja ali "de verdade" sabe? Gente que se lembra que já passou por esta fase de "não conheço ninguém mas queria saber mais a respeito".

Ah meninas, fácil não é. Peço que tenham um pouco de paciência também. Imaginem que estas pessoas são abordadas e vivenciam as mesmas coisas das quais vcs se queixam( os punheteiros, os aproveitadores, as vadias(no mau sentido), os violentos, os chantagistas...)

Impossível não criar uma espécie de escudo anti tudo isso né? Daí quem está chegando com boa intenção é barrado pelo mesmo escudo. O interessado pagando pelo perverso e tal.

Bem, de onde vocês são? Se quiserem conversar mais a respeito, fiquem à vontade. Podem deixar um comentário com o e-mail lá no meu blog. São moderados, daí eu escrevo e passo o meu endereço.

Prazer falar com vocês.

Espero de verdade que vocês possam ter melhores experiências!

Xero e bom feriado =)
Um observador disse…
A idéia de trazer o desabafo pro blog era justamente pra porporcionar uma análise dos efeitos nocivos do uso oportunista do BDSM.
Iniciantes ou experientes, todos somos impactados de alguma maneira, mas isto justifica desistirmos do bom e velho BDSM?
Creio que não, BDSM sempre exigiu filtro apurado de quem faz parte, nunca foi terreno fácil pra quem pisa, sempre tão cheio de armadilhas e riscos.
Como eu sempre digo: lidar com o desconforto.
E as respostas estão aqui: ser paciente, econtrar o parceiro certo, conversar e conversar muito. É outro aspecto do bom e velho BDSM, cordialidade.
Não que a conversa deva justificar expectativas, a tal paciência e sabedoria envolve pensar no valor de um bom círculo de amigos, não deixar que expectativas te impeçam de aproveitar o que cada contato tem a oferecer.
Sejam bem vindas ao universo BDSM, entrem pela porta da frente, aproveitem e sejam sempre zelosas com suas escolhas, e logo estarão incentivando outras iniciantes frustradas com seus primeiros contatos...
Íris disse…
Obrigada, Luba e Eros.
Com certeza se hj não encontrasse vcs..q com gentileza e paciência entendem, o dilema passado por mim..pela Eve..por nós, novatas..
Talvez acabasse decepcionada e desistindo da busca.

Eros,sua sensatez, gentileza e cordialidade tem sido muito importantes pra mim, muitas vezes, me pergunto o quanto devo parecer boba e inconveniente em meus questionamentos..mas sempre és tào sensato e gentil, q me instigas a querer saber mais e mais..Obrigada!

Luba, com certeza entrarei em contato ;).

Eve..se quiseres manter contato, tens em mim uma aliada(femwolf7@hot...)
naara_CM* disse…
perfeito!!!
concordo quando luba diz q devemos fazer nossa parte para fazer do bdsm um meio de acordo com que sua ideologia condiz!
desistir do meio não é fácil, mesmo com decepções, precisamos refletir o que fizemos para que isso acontecesse....
pois é...
*eu confiei demais em qlqr um?
*será que depositei expectativas baunilhas?
*me dei a chance de crescer como submissa?
cada um faz sua parte, leva sua índole e ganha experiência...
descrer é o caminho?
não acredito nisso....

BDSM é forte, é intenso!!!!
e cada vez que temos a coragem de adentrar e conhecer mais um pouquinho, ele se torna ainda mais fascinante!!!!(verás meninas!!!rss ;) )


saudações a todos
naara_CM*
Eve disse…
Muito obrigada pela gentileza. E com certeza estarei adicionando Luba e Iris para conversarmos mais.
Nao quis dizer em momento algum que desistiria do BDSM, acho ate que depois de certo ponto passa a ser uma necessidade tanto piscologica quanto fisica, algo que nao da pra voltar atras. Mas certos dias bate um certo desprazer, na minha curtissima experiencia, encontrei infinitos baunilhas se passando por Mestre, e fico pensando se eu fosse um Mestre, me sentiria furiosa, e acho que o mesmo acontece com as subs espalhadas pelas salas de chat, dizem que sao subs, que querem ser escravas, mas no final procuram apenas por uma brincadeira apimentada.
Uma das coisas que me chamou a atencao para o BDSM, foi a relacao de confianca que precisa existir entre Mestre e escrava, a confianca plena e entrega de corpo e alma para o Mestre e em contra partida a sabedoria do Mestre de ter a responsabilidade de cuidar de tudo aquilo que lhe foi entregue, e no final a cheguei a uma conclusao sobre as terriveis sala de chat. Se voce e baunilha procurando por uma brincadeira, com certeza vai ser muito facil encontrar.
Mais uma vez ressalto que sou nova no assunto, mas como sub sinto vontade de sair gritando quando alguem vem ao meu chat perguntando "Quer ser dominada cachorra?"
Um observador disse…
Eve,

Algumas postagens minhas vão de encontro aquilo que vc disse. Espero ler seus comentários em outras discussões.
Para quem desejar contato, fiz um blog para contar um pouco das experiências que vivi..são em geral.São meus desabafos, devaneios e memórias.. E eventualmente conterá algo sobre BDSM.

http://desabafosdevaneiosmemorias.blogspot.com
luba disse…
oi oi oi... passando por aqui de novo=)

ô Eve, quando te disserem"quer ser dominada cachorra" manda o ser aprender português. O feminino de cachorro é cadela.

ehehehe

Tá, eu sei que no coloquial a gente fala cachorra mesmo e poooooo é gostoso de ouvir rs muito mais audível e tal, mas ousadia é uma coisa que a gente não deve dar a certos indivíduos...

=P



BDSM é forte, é intenso!!!!
e cada vez que temos a coragem de adentrar e conhecer mais um pouquinho, ele se torna ainda mais fascinante!!!!



Perfeito naara! Perfeito!!É bem isSo... Então meninas, permitam-se!

Postagens mais visitadas deste blog

Frase da semana.

Postura.

Cadelas...