Páginas

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Olhando de Longe

Costumamos achar que para conhecer a montanha é preciso percorrer suas trilhas e caminhos, o que não deixa de ser verdade, contudo, para conhecer o todo, é preciso se afastar, olhar de certa distância.
É natural que façamos isto, todo processo de conhecimento envolve um mergulho e depois um distanciamento crítico. Portanto, não existe sabedoria sem o exercício das duas faces da descoberta.
Mapas são feitos por quem conhece próximo e distante, e quanto melhor executam os dois modos, mais precisos serão seus mapas, claro que nem todo mundo quer se nortear pelo "mapa" alheio, queremos "ver" com nossos próprios olhos, mas faz bem, ao menos, observar como tudo não passa de repetição.
Falando de BDSM, no fim, tudo é repetição de um ciclo, aquele encantamento inicial, o modo pessoal de ver e entender aquilo, cantar pros quatro cantos o quão belo é tudo, se envolver, se machucar e pular fora.
BDSM não é pros fracos, muito menos pros aventureiros. Talvez hoje muitos não saibam distinguir a que grupo pertencem, talvez o orgulho não deixe enxergar e/ou aceitar, mas a peneira vai continuar agindo, selecionando, depurando.
Talvez a lição mais essencial é a de que submissão e Dominação de fato não precisam de platéia, por isto me cansa ler blogs de subs iniciantes repetindo a velha ladainha do encantamento, do quão bem guiadas por seus Doms elas são, de qto aprenderam, se corrigiram e... amaram.
Se vc se der ao trabalho de ler blogs de subs, em seus inícios, é sempre a mesma coisa, uma necessidade de se autoafirmar submissa. Se sobreviveram a peneira, verão que as postagens mais recentes mudam de conteúdo e profundidade, mas é mais fácil ver que logo são abandonados cumprindo seu ciclo (curto) de vida.
Já os blogs de "dominadores" são cheios de "masculinidades", de regras, de um repertório inesgotável de "ensinamentos" com doses de autoritarismo de dar inveja.
Outra coisa muito comum aos dois é o erotismo desmedido, por vezes apelativos, quando não, com fotos pessoais beirando a pornografia.
Um dia, olhando a montanha de certa distância, vc provavelmente vai se envergonhar do passado que condena.
Repito, a verdadeira relação Dom/sub não precisa de publicidade, não que não se deva escrever sobre a experiência, ao contrário, compartilhar é fundamental.
Me lembro que no começo de minha história BDSM eu tb buscava, numa época que nem a internet era tão acessível, qtos os textos, mas os que eu tive acesso foram importantes na minha formação, no entanto, vai estar sozinho(a) na hora de passar pela peneira, não vai adiantar o qto aprendeu, leu, decorou, só vai sobreviver se de fato tiver instinto, sensibilidade pra coisa, vai ter que despertar algo dentro de vc, senão... Vai se tornar mais um na lista de aventureiros...
Claro, é conveniente estar por trás de uma tela escrevendo tudo isto, mas faço isto há tanto tempo, meus textos estão todos ai, pra quem quiser perceber as mudanças, o aprendizado é isto, não é? É passar por todas as fases, errando e acertando, falhando e se corrigindo. Se no fim isto servir de farol para alguém perdido em alto mar, ótimo.
Mas me desgosta é o esforço que fazem pra se dizer submissa, Dom, etc. De perto, pode até enganar, mas o bom olhar logo percebe o desconforto, a falta de naturalidade, como quem veste uma roupa aperta, usa salto pela primeira vez, só está travestido de algo que de fato não é.
É bonito, por um lado, se esforçar tanto pra ser bem sucedido, por outro, é só uma imensa perda de tempo ou, sendo ainda mais claro, uma fuga da realidade.
Pois é, olhando de longe vc percebe que tudo se trata, apenas, de uma fuga da realidade, só que machuca e dói mais d que se costuma suportar. 

sábado, 21 de janeiro de 2017

Fórum

Pessoal que visita o blog, dê uma passadinha no fórum, participe e/ou traga novas discussões.
Já são raros os bons espaços para refletir o BDSM, então, façamos bom uso do fórum.
Lembrando que é para discutir BDSM e suas diversas práticas, não para propagandas ou convites de qualquer espécie.
Basta clicar na aba correspondente.